terça-feira, 14 de outubro de 2014

Chamo a vossa atenção para a alteração do endereço das receitas culinárias:

passou a ser: http://www.gourmettuga.com/

sábado, 14 de abril de 2012

Vamos a um alerta na alimentação

O peixe gato (mais conhecido por Ponga ), apresenta-se como perigoso em termos do seu consumo , será verdade? aqui deixo um filme que talvez possa elucidar algo...


Qu'est ce qu'un Panga ? por sudotone

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Sopa de Cebola à moda da Lurdinhas

Para uma refeição completa  (mais abaixo continua o resto do menu) deixo-vos aqui uma receita muito simples, económica, com propriedades fabulosas como é o da cebola eis alguns:
O extraordinário efeito curativo da cebola se deve a que, além de diversas vitaminas, contém abundantes sais minerais: enxofre, fósforo, silicatos, ferro, cálcio, iodo, sódio, magnésio, flúor etc. Ademais a cebola tem um hormônio que tem um efeito parecido ao da insulina.
Aos que padecem de insônia devem cheirar durante algum tempo, antes de deitar-se, uma cebola cortada pela metade. Em seguida experimentarão uma sensação agradável que não tardará em converter-se em sono profundo e restaurador das energias,Se entrar no site abaixo poderá ver o valor medicinal de vários alimentos :
http://www.fraternidaderosacruz.org/alimentosmedicinais.htm
Mas chega de propriedades e vamos à receita:
Ingredientes:

Água (1,5 l a 2 l)
3-4 batatas médias
2 cebolas grandes
½ caldo Knorr
2-3 colheres de sopa de arroz
Azeite
Sal qb

Confecção:
Coloca-se água (1,5 l a 2 l) a ferver num tacho com as batatas partidas aos quartos e uma das cebolas partida em luas. Junta-se-lhe o caldo Knorr, o sal e deixa-se cozer o preparado.
Depois das batatas estarem cozidas juntam-se-lhe as colheres com o arroz e coze-se o arroz até ficar al dente.Tritura-se tudo com a varinha mágica tendo em atenção de deixar o arroz com o aspecto de “bolinhas” pequenas. Junta-se a outra cebola partida às luas fininhas , um fio de azeite e coze-se mais um pouco até a cebola ficar cozida (vidrada).Caso se verifique que a sopa esteja grossa vai-se acrescentando água. Rectifica-se o sal caso necessário.(receita para 4 pessoas)
Receita gentilmente cedida pela amiga Lurdinhas.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

BACALHAU COM PURÉ E BECHAMEL ..mais receitas click no titulo

BACALHAU COM PURÉ E BECHAMEL


Ingredientes:
4 postas de bacalhau (alto).
5 cebolas médias ou 3 grandes.
3 dentes de alho.
1 kg de batatas.
75 gr manteiga
1,5 dl de leite
2 gemas de ovo
Sal q.b
Azeite e salsa q.b.

Molho Bechamel:
2 colheres de sopa de maisena ou farinha de trigo.
2 xícaras de chá de leite.
2 colheres de sopa de manteiga ou margarina.
Sal e pimenta do reino a gosto.

Dissolva a farinha ou maisena no leite e coloque em uma panela com o restante dos ingredientes (Sal, manteiga , pimenta (opcional), uma casca de limão e a(s) gema(s) de ovo. Leve ao fogo brando, sem parar de mexer, até engrossar.

Modo de Confeccionamento da Receita:
Coza o Bacalhau e após cozido separe-o às lascas (reserve).
Numa frigideira  ou sertã deite o azeite por cima das cebolas cortadas à rodelas, os dentes de alhos partidos e parte da salsa e deixe refogar até que as cebolas fiquem vidradas.
Coza também as batatas e prepare-as para fazer o puré:
1 kg de batatas;
75 g de manteiga;
1,5 dl de leite;
sal;
Descasque as batatas, coloque-as num tacho e cubra-as completamente com água. Tempere com sal e leve a cozer sobre lume forte até ser possível reduzir as batatas a puré. Escorra e passe imediatamente pelo passador.
Ponha o puré num tacho e leve a secar, sobre lume muito brando, batendo energicamente com uma colher de pau.
Adicione a manteiga, bata vigorosamente e, quando a gordura estiver completamente absorvida, adicione aos poucos o leite a ferver.
Prepare uma travessa de aço inox ou pirex e disponha o refogado das cebolas no fundo, as lascas de bacalhau, o puré e finalmente o molho bechamel.
Leve ao forno a gratinar... e bom Apetite
Carlos Jorge Cardoso d´Herbe Vidigal, 28-08-2007 20:41:11

Adoçando um pouco....(Aletria à moda da Leonor Vidigal)

Aletria à moda da Leonor Vidigal


Ingredientes:
300 gr de Aletria da mais fina
250 gr de açucar para a cozedura
1+ 1/2 litro de leite
Uma casca de limão grande
5 gemas de ovo + 100 gr açucar
1 colher de sopa de manteiga
1 pitada de sal

Modo de Confeccionamento:
Com as mãos parte-se a aletria o mais possível.
Põe-se um tacho grande cheio de água a ferver. Quando levantar fervura junta-se-lhe a aletria,e deita-se uma pitada de sal e deixa-se cozer cerca de 1 minuto.Retira-se a aletria e passa-se por água bastante fria dentro do escorredor, escorre-se bem e reserva-se,
Num tacho que se põe ao lume brando, coloca-se o leite todo ou parte, a casca de limão, as 250 gr de açucar e a manteiga e deixa-se levantar fervura juntando-se-lhe nesse momento a aletria reservada. Mexe-se de vez em quando.
Entretanto à medida que a aletria coze , e em função do gosto pessoal, vai-se acrescentado leite de modo a que a mesma fique mais ou menos grossa.
Numa tigela contendo os 100 gr açucar colocam-se as gemas de ovo e mistura-se muito bem.
Uma vez cozida ao gosto, desliga-se o lume, junta-se um pouco de leite frio, as gemas de ovos, mexendo vigorosamente para evitar cozer os ovos.
Emprata-se em travessas mais ou menos fundas e deixa-se arrefecer. Cobre-se de canela em pó em forma de malha.(Aletria à moda da Leonor Vidigal)
Receita de: Maria Leonor S.A. Albuquerque d'Herbe Vidigal




Voltando agora à poesia...

Poema é um mundo colorido
do qual o pensamento escapa...
Poema é aquilo que nos sai de dentro d’ alma,
aquilo que não tem boca e fala.
Poema é aquilo que pergunta, excita, responde e acalma,
é a paz estonteante que traz a guerra...
Poema é esperança que não se espera,
é sede que se não mata...
Poema é sentimento em pessoa,
pessoa aquem se ama...
Poema és tu, sou eu, e toda a gente,
é vida que se sonha irrealizada...
é o chorar, o viver, o cantar, o rir.
Poema é um escapismo à realidade,
e é também a própria realidade...
Poema é contradição em carne viva,
é ferida aberta que em vão se fecha...
é angustia dilacerante sempre mantida...
Poema é o dente de aguda serra,
que rasga,abre, corta e vivifica,
poema... sim poema é tudo aquilo que há na terra...
  (1979)

Casos da Vida 2

Dia 04/02/2011 dirigi-me ao HST para finalmente realizar, após quase um ano de adiamentos sucessivos,  a Colonoscopia total do Intestino Grosso sem sedação.
A Colonoscopia Total cobre a totalidade do cólon (recto, cólon sigmóide, cólon descendente, cólon transverso, cólon ascendente e cego->ligação ao intestino delgado)

A duração do exame variável (média estimada de 20 a 30 minutos) e é executado após inspecção anal e realização de toque rectal. O aparelho progride lentamente com ligeiro desconforto na maioria dos casos, mas excepcionalmente pode despertar dor intolerável motivando sua interrupção (exames a repetir sob sedo-analgesia). Em doentes com doenças cardiovasculares (ex. arritmias, valvulopatia, isquemia) a realização de colonoscopia apresenta riscos acrescidos. A sigmoidoscopia e colonoscopia esquerda são exames em regra mais bem tolerados e sujeitos a menores riscos do ponto de vista técnico e cardiovascular.
O utente tem de se apresentar para o exame com o intestino completamente limpo tendo seguido as instruções dadas quando da marcação do exame. Esta condição deve ser confirmada pelo próprio antes de se iniciar o exame. É colhida ainda uma breve história clínica de modo a conhecer-se antecipadamente situações associadas a maior risco de complicações durante o exame que vai ser efectuado.Decorreu sem incidentes, tendo sido retirado um pólipo sessil.Assisti desde o inicio até ao fim.A preparação é fundamental pois deve-se seguir à risca as indicações que nos são dadas.O pós-exame é que se  pode tornar desconfortável, devido à necessidade de expelir o ar insuflado que pode provocar dores.No caso de sedação deve-se ter cuidao redobrado.
Junto um video, que não sendo o meu aproxima-se muito dele.Só não se vê a extracção do pólipo.




agradecimentos ao youtube

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Flores DA Vista Alegre Slideshow

Flores DA Vista Alegre Slideshow: "TripAdvisor™ TripWow ★ Flores DA Vista Alegre Slideshow ★ to Sesmarias dos Nobres by FERNANDO VIDIGAL. Stunning free travel slideshows on TripAdvisor
 

 

 

 
"

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Rerbordinho-Campia Portugal

É uma das doze das freguesias que constituem o concelho de Vouzela. Fica a cerca de 15Km da sede do concelho de Vouzela e é composta pelos seguintes lugares: Adside, Albitelhe, Cambarinho, Campia, Cercosa, Crasto, Fiais, Lousa, Malhadouro, Rebordinho, Seixa, Selores e Vales.
Fomos em passeio com os amigos Juca e Lurdes, por indicação do tio Zé Salazar, a Rebordinho á casa da D. Amélia (Restaurante o Talher) a cerca de 20 km de S.Pedro do Sul.
Campia terra genuinamente Beirã e Portuguesa distingue-se pelo seu historial, freguesia  do concelho de Vouzela, com +/-37,06 km² de área e  cerca de 1 656 habitantes (2001)
É uma das doze das freguesias que constituem o concelho de Vouzela. Fica a cerca de 15Km da sede do concelho de Vouzela e é composta pelos seguintes lugares: Adside, Albitelhe, Cambarinho, Campia, Cercosa, Crasto, Fiais, Lousa, Malhadouro, Rebordinho, Seixa, Selores e Vales (Campia é uma freguesia portuguesa do concelho de Vouzela, com 37,06 km² de área e 1 656 habitantes (2001). Densidade: 44,7 hab/km².(http://pt.wikipedia.org/wiki/Campia).
O passeio é interessante mas a vitela assada e especialmente os rojões (fabulosos) na casa da Dª Amélia (restaurante o Talher) valem a pena a deslocação!
Fotos do Talher:


Portugal tem do melhor sem ser preciso fazer férias lá fora...( a não ser pela diferença pois que na diferença também está a beleza)
Agora um pequeno video sobre este passeio:

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Agora vamos a outros assuntos: Fotos de Bicharada da Quinta das Conchas

A quinta das Conchas à Alameda das linhas de Torres  é um espaço de Lisboa de beleza e ponto ideal de encontro com a natureza e relax:

A Quinta das Conchas foi construída no século XVI, por Afonso de Torres e é hoje um dos poucos espaços daquele género que restam na capital, ocupando cerca de 26 hectares em conjunto com a vizinha Quinta dos Lilazes.

Proprietário
A Quinta dos Lilazes foi propriedade de Francisco Mantero que a partir de 1897 a formou, reunindo vários terrenos como o da Quinta das Flores e uma parcela da Quinta das Conchas. O edifício existente começou por ser uma pequena casa que Mantero comprou a Francisco César Batalha. Trata-se de um imóvel romântico em que a pedra das molduras das portas e janelas, cunhais, frontão e cimalhas, formam um contraste com o revestimento das paredes em azulejos, de um raro tom verde. A Quinta tem ainda um grande lago com duas ilhas arborizadas, a simbolizar S. Tomé e Príncipe.

Aves
Existem ainda ali cerca de 38 espécies de aves, entre as quais o peneireiro-vulgar, mocho-galego, coruja-das-torres, abibe, popa, pica-pau malhado grande e estrelinha-real.


quarta-feira, 7 de julho de 2010

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Casos da Vida - O meu colega de quarto no Hospital da Luz (Marco Lourenço)

O quarto que me foi atribuido no HL foi o 314 A com duas camas.Boa aparencia com boas condições, diga-se de passagem que o serviço é todo ele bom (médicos, enfermagem, auxiliares, limpesa, etc).
O meu colega de quarto, com problemas graves na perna esquerda (fracturas multiplas na tibia e no perónio) resultantes de um acidente de mota estava em estabilização da perna para ser operado à mesma.Rapaz novo, próximo de dar o nó, teve contudo este precalço a caminho do trabalho.Para ele as melhores felicidades e que tudo corra bem.O casamento será com duas canadianas e uma portuguesa, como ele o diz...
Junto anexo duas fotografias tiradas por telemóvel numa altura que ele estava "sedado" para conter as dores, mas bem disposto.

Casos da Vida -Cirugía de Apéndice com Técnica Laparoscopia (Gentileza do HL )

Após umas mini férias em S.Pedro do Sul, ao iniciar o trabalho (14/06/2010) e antes do almoço fui acometido de uma dor abdominal, que começava a partir do umbigo iradiando para baixo e no sentido esquerdo e direito com maior intensidade na parte direita desde as costelas até à virilha direita.Não tinha a perna presa.Abdomen dilatado.Alguma nausea.Ainda almocei.Após o almoço dirigi-me ao Posto Médico, foi feita a triagem pelo enfermeiro, contudo não havia possibilidade de ser atendido pelo médico de serviço.Assim dirigi-me para as urgencias do Hospital da Luz (era para ser o Hospital Lusiadas mas enganamo-nos no caminho).Após triagem foi feita uma ecografia abdominal e diagnosticado uma apendicitite aguda fleimonosa.O cirurgião Dr Paulo Roquete informou-me que teria de efectuar uma apendicectomia laparoscópica nesse mesmo dia.O apendice extirpado após operação foi vizualizado por mim, a meu pedido. Estava num frasco de formol para ser levado para Biopsia.Devo informar que de momento me encontro bem, a recuperar, embora com algumas dores, na esperança de ficar operacional o mais breve possível.
Junto vizualizam-se os videos relativos a minha cirurgia, (cortezia de : HL ) que mostra esta técnica moderna de extirpação do apendice ( existem vários no youtube)e(para os mais corajosos!...)
Nota:As bactérias benéficas do apêndice nos protegem contra infecções e diarréia. No apêndice as bactérias benéficas podem viver adequadamente até que sejam necessárias, diz o médico William Parker. Parker acredita que as células imunes da região estão ali para proteger estas bactérias. Protegendo-as as bactérias patogênicas não encontram local para se multiplicar. Todas as vezes que os intestinos são esvaziados uma grande parte das bactérias benéficas são perdidas porém aquelas do apêndice repovoam rapidamente todo o órgão.

A minha operação realizada no HL pelo Dr Paulo Roquete(ver videos abaixo:
Video_001.mov

Video_001_0.mov

Video_001_1.mov

Video_001_2.mov

Video_001_3.mov

Video_001_4.mov

Video_001_5.mov


Agradecimentos ao HL e Dr Paulo Roquete (Cirurgião)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Regresso à Infância (1980-1984) Tiago Rafael Familiares e Amigos

Nestes videos, resolvi reviver o regresso à infância dos meus filhos Tiago e Rafael juntamente com familiares e amigos.As imagens não estarão óbviamente muito famosas visto terem sido digitalizadas a partir de Slides tirados no período 1980-1984.Espero que pacientemente se divirtam e recordem...!






domingo, 9 de maio de 2010

Familiares e amigos de SPS

Este é um video de contiuação de São Pedro do Sul. de familiares e alguns dos amigos, me perdoem todos dos quais não tenho imagens fotográficas para o blogue.

Gastronomia de S. Pedro do Sul (Vitela à moda de Lafões) + Chouriça com Grelos

Vitela Assada à moda de Lafões

Ingredientes:


800 g de alcatra de vitela
sal grosso

Preparação:
Passe a carne por água sem a lavar (apenas para permitir a aderência ao sal) e role-a em sal grosso.
Enfie a carne num espeto de ferro e asse em lume de brasas, rodando o espeto suavemente mas sem parar.
Quando a carne estiver bem loura e por igual, retire imediatamente para evitar que seque e coloque-a numa travessa de servir. Abafe a carne com uma tigela para largar o molho.
Acompanhe com batatas fritas ou cozidas e rodelas de cebola crua e grelos de nabo cozidos

Chouriça com Grelos


Ingredientes:

1 molho de grelos
1 chouriça de carne temperada com vinho
8 batatas médias
4 fatias de presunto

Preparação:
Coze-se a chouriça em água suficiente para depois se cozerem separadamente nessa água os grelos e as batatas descascadas. Servem-se os grelos com as batatas e enfeitam-se com a chouriça cortada em rodelas e as fatias de presunto.

S.Pedro do Sul

S. Pedro do Sul, há quem diga , que deve o seu nome ao facto de em tempos idos na vila de Sul situada a caminho de S.Macário onde se cultivava o linho, num dia tempestuoso o dito linho teria sido destruido pela intempérie.
O Povo furioso, culpabilizando o S.Pedro, terá então pegado na imagem do Santo Padroeiro (S.Pedro) e te-la-á deitado ao rio que passa na vila e com o mesmo nome, SUL.
A imagem, rio abaixo, terá ido parar na união do rio Sul com o rio Vouga.
Alguem,reconhecendo a imagem terá exclamado: "Olha o S.Pedro do Sul"!..
Assim teria ficado o nome da actual cidade como: S.Pedro do Sul. Foi elevada a cidade em 12 de Junho de 2009.São Pedro do Sul é uma cidade portuguesa no Distrito de Viseu, região Centro e subregião do Dão-Lafões, com cerca de 4 000 habitantes.
O concelho foi criado em 1836 pela divisão do antigo concelho de Lafões, do qual era uma das duas sedes, juntamente com Vouzela. Foi Senhor desta localidade nas terras do souto de Lourosa e da Quinta do Amaral, D. Afonso Ermigues do Amaral, nascido em 1245, como ficou provado nas inquirições do rei D. Afonso III. (Origem: Wikipédia) (http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Pedro_do_Sul_(Portugal).
Um pouco de História: http://www.cm-spsul.pt/downloads/historia_concelho.pdf
As freguesias de São Pedro do Sul são as seguintes:
Baiões;Bordonhos;Candal;Carvalhais;Covas do Rio;Figueiredo de Alva;Manhouce;Pindelo dos Milagres;Pinho;Santa Cruz da Trapa;São Cristóvão de Lafões;São Félix;São Martinho das Moitas;São Pedro do Sul;Serrazes;Sul;Valadares;Várzea e Vila Maior.

sábado, 23 de janeiro de 2010

PARA ACTUS SPEI

Estive a ver e de tudo gostei mas ainda sou nabo nestas andanças tenho que praticar

E agora um aperitvo, o prato, a sobremesa e o digestivo...

Aperitivo: Dry Martini (Cocktail antes da Refeição)
Modo de Confeccionamento:
Prepara-se no copo misturador com gelo a partir de:
5 cl de gin e 1 cl de vermute seco.
Serve-se em taça para cocktail.
Decora-se com uma azeitona verde, espetada num palito, ou com uma pequena casca de limão, dentro da taça.
Prato:   Cabrito ou Borrego Assado no Forno à moda do Casal Vidigal 

Ingredientes: (5 pessoas )
3 kg de cabrito ou borrego (Cabrito inteiro deve ter entre 5 a 6 kg)
1 kg de batatas pequenas
4 cebolas grandes partidas aos gomos
4 dentes de alho esmagados.
Azeite, sal, vinagre e vinho branco qb

1 calice cheio de vinho do porto+piripiri (opcionais).


Modo de Confeccionamento:
Lava-se o cabrito(borrego) com um pouco de vinagre e tempera-se com a marinada.
Marinada:
Numa tigela grande, colocam-se os alhos bem esmagados, 2 colheres de sopa de sal , ½ calice de vinagre, o calice do vinho do Porto, e atesta-se a tigela com azeite.
Mistura-se bem a marinada e depois de colocar o cabrito (borrego) numa travessa de ir ao forno, envolve-se o cabrito (borrego), as batatas partidas também aos gomos e os gomos de cebola nesta marinada mais o piri-piri (opcional).
Leva-se ao forno de modo a cozer / tostar em potencia 9 (fogão electrico) ou ~300 ºC.
Vai-se vigiando o assado e de vez em quando vira-se o cabrito e revolvem-se as batatas+cebolas.
À medida que vai ficando assado rega-se com vinho branco uniformemente.
Quando estiver quase pronto ( +/- 2 horas conforme o fogão), liga-se o grill 8 a 10 min.
À parte pode-se fazer um arroz branco ou arroz à moda da avó Miquinhas (ver http://gourmet.ergogeste.com/default.aspx?Page=1314:)
Sobremesa: Delicia de Ananás
Ingredientes:

1 Lata de ananás
1 Lata leite condensado
2 Ovos
2 Folhas de Gelatina
1 Pacote de bolacha maria


Modo de Confeccionamento:
Põe-se a gelatina em água até ficar mole.
Retira-se a gelatina da água e junta-se água do ananás que vai ao lume até ficar completamente derretida. O ananás, depois de cortado aos bocados, é batido no copo da 1-2-3.
Junta-se o leite condensado + 2 gemas de ovos + a gelatina derretida na água do ananás que entretanto arrefeceu. Bate-se tudo muito bem.
Numa taça-travessa, juntam-se as claras batidas em castelo. Na taça-travessa onde se vai servir o doce e que deverá ser previamente humedecida, forra-se com a bolacha esmagada. Deita-se a mistura na taça e finalmente polvilha-se com a bolacha esmagada. Convem fazer o doce no dia anterior. Vai ao frigorífico.
Digestivo:
Brandy au Chantilly (Bebida Quente) -

Deite 2 cl de brandy num copo para bebidas quentes;
Adicione 4 cl de licor Creme de cacau brown;
Junte 6 cl de café quente e mexa;
coloque Chantilly no topo;
Termine com dois grãos de café.


Dedicatória ao meu filho Tiago (Ansia de Voar)


Tanta ansia de voar..

Ignorando perigos e desventuras.
Adoras o espaço livre e as alturas,
Gozas o azul, a liberdade e o ar.
Olhando a estrada da vida na planuras.

Vives o céu vives o infinito,
Idealizando um futuro auspicioso.
Dedilhas àvidamente a vida e com gozo
Investido numa caminhada aleatória ,
Ganhas consciencia constante do finito
Assim és e serás no caminho para a vitória.

Dedicatória ao meu filho Tiago
Cvidigal-23/01/10

Na senda da poesia (Dedicatória ao Rafael na Benção das Fitas)


RAZÃO, QUERER E TEIMOSIA
ALBERGAS TU NO TEU MAI S INTIMO
FORÇA, PONTUALIDADE E ALEGRIA
APLICAS TU COM MUITO AFINCO
EIS QUE ÉS DR DE FINANÇAS FEITO
LUTA P´LO FUTURO COM AMOR NO PEITO

FOGE DA INDIFERENÇA E DESIGUALDADE
IMANA A FORÇA SEM SER DITADOR
LUTA POR IDEAIS COM HUMANIDADE
INVENTA E CRIA MAS COM AMOR
POIS QUE FUTURO TE SEJA PROPICIO
EIS O VOTO DE TEU PAI SOLICITO.

VAI ,FILHO SEGUE A CAMINHADA
IMBERBES CAMINHOS VAIS TER QUE TRANSPÔR
DA-TE AOS OUTROS NESSA JORNADA
INFUNDE A PAZ COM DEUS E AMOR
GOZA DE SAUDE NUMA VIDA FOLGADA
AMA TEUS PAIS COM TODO O ARDOR,
LIVRE SERÁS ATÉ TEU SOL SE PÔR.

PARA A BENÇÃO DAS FITAS DO RAFAEL FILIPE VIDIGAL
LISBOA, 14/5/2002
C.Vidigal

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

à Fofa (minha mulher)

CARPEM DIEM

Colhe o dia , colhe o amor
Colhe o trigo , colhe a flor
Colhe o ceu , colhe o intimo do teu fundo
Colhe a paz, colhe o mundo.

Colhe!

Colhe a dor, colhe a cruz,
Colhe a noite, colhe a luz,
Colhe o azul, colhe o infinito
Colhe o escuro, colhe o finito...

Colhe-me !

Carpe diem quam minimum credula postero
(Colhe o dia, confia o mínimo no amanhã)
Para a Fofa natal 2009

Doce...

BOLO GELADO DELICIOSO (http://gourmet.ergogeste.com/)

TORTA
4 Ovos
4 Colheres de sopa de açucar
4 Colheres de Farinha
2 Colheres de chá de Pó Royal
Recheia-se a gosto
CREME DE CHOCOLATE
125grs. de manteiga
5 Ovos
3 Colheres de sopa de cacau
3 a 4 colheres de sopa de açucar
Bater bem a manteiga com o açucar, depois junta-se as gemas com o cacau
e vai batendo, por rim as claras em castelo.
Vai para a geleira um bom bocado.
Torta:
Batem-se os ovos , o açucar muito bem até ficar num creme branco e por fim a farinha.Cose em tabuleiro fino em forno bem quente. recheia-se com doce (compota) a gosto e por fim enrola-se e parte-se em fatias finas.
Nata
2 Copos de natas, bater bem e depois juntar açucar confeiteiro a gosto e continuar a bater.
ENFORMAR
Forrar com papel vegetal barrado com manteiga um tacho ou uma forma
sem buraco.
Dispor a torta cortada às fatias no fundo do tacho e dos lados.
Pôr uma camada de chocolate, uma camada de natas e outra de chocolate.
Vai para a geleira e desenformar depois de bem gelado.
Convém pôr uma hora antes de desenformar no congelador.

Recordações de Moçambique (poema)

RECORDAÇÔES DE MOÇAMBIQUE
Ó minha terra natal,
neste pequeno e humilde canto,
deixo gravado meu sentimento
Sentimento de esperança e de saudade...
O terra, terra!
Imagem triste dos suspiros,
Quem te fez ó bela
fez também teus filhos.
O terra, terra!
Imagem natural do que é beleza!
Dos meus olhos sai a dôr,
pranto sai e sai tristeza
por ti terra sinto amor!
Lourenço Marques pra mim
ditosa sem outra igual
nem mais esplendido jardim
se pode igualar com tal...
Lembro-me das tuas “machambas”
do teu lindo e verdinho arroz,
Lembro-me da arte dos cantos
que recordam tua voz...
Em noites de lua cheia
ao som dos grilos no mato,
Rodando à beira da eira
Dancem “marrabenta” ó Povo Nato”!
12/12/1974 (portugal)

Nova receita

Cabidela de Frango ou Galinha (http://gourmet.ergogeste.com/)

1 Frango do Campo
250 a 300 gr de arroz estufado
2 cebolas médias
2 dentes de alho
1 copo de vinho tinto
Sal, margarina , azeite e Salsa qb
Tira-se a pele ao frango com excepção da das asas , coxas e pernas.
Parte-se o mesmo em bocados pequenos e dá-se-lhe uma entaladela na panela de pressão(caso seja duro) em água temperada com sal.
A galinha normalmente deve ir sempre um bocado à panela de pressão
Num tacho (que pode ser de barro) picam-se as cebolas e os alhos e refogam-se um bocado num pouco de margarina misturada com uma 3 a 4 colheres de sopa de azeitesem deixar queimar
Junta-se o caldo da cozedura prévia do frango ao da galinha o copo de vinho tinto e deixa-se levantar fervura.Assim que levantar fervura coloca-se o arroz espalhando-o pelo tacho e deixa-se cozer um bocado até ficar “al dente”.Caso necessário vai-se acrescentado água ou o caldo se ainda houver. Junta-se sal se necessário.Finalmente junta-se-lhe o sangue com um pouco de vinagre (a gosto) e a salsa, mexendo sempre até ficar uniforme.É importante que o arroz fique “malandrinho” ou seja tipo a escorrer.
Deve-se servir de imediato para o arroz não secar.

Dia de Chuva

DIA DE CHUVA

Nuvens que choram do alto do céu
Gota que cai...
Quem é que vê pela janela,
O murmurar suave do canto da chuva?
Quem é ela?
Olhos castanhos de tristeza brilhando,
Cabelos loiros fugazes ondulando.
Criança que vê a mágoa da nuvem!!...
Um coração d’oiro acompanha o chorar,
O chorar da nuvem que canta um amor distante...
Que chama de longe um amor vibrante...
Assim é um dia de chuva.
21/7/1973 (moçambique)

Nova seleção de Fotos


domingo, 20 de dezembro de 2009

Link ao site de Receitas de Culinária (do mesmo autor)

Ver Link de Culinária do mesmo autor : http://www.gourmettuga.com/

Vamos agora a uma receita para mudarmos um pouco de ambiente:Culinária (Bacalhau Assado no Forno)

Ponha o bacalhau de molho durante 24 horas, tendo o cuidado de lhe mudar a água algumas vezes. Deite-se numa assadeira de barro, cebolas às rodelas, 1 folha de louro, 2 dentes de alho pisados, pimenta e cubra-se com o bacalhau já feito em postas, deitando-se novamente mais rodelas de cebolas e salsa picada, adicionando azeite suficiente para assar todo o conteudo da assadeira. leva-se ao forno bem quente, durante 30 minutos, mais ou menos, tendo o cuidado de ver quando fica alourado. Há quem junte batatas inteiras descascadas, pois vão assando com o bacalhau.

um pouco de poesia...:“AMOR”

Estando eu de dores coberto e cheio

Não do humano corpo mas da deleitosa alma
Amor me quis falar em tempo feio
Da ternura, da saudade e doce calma

E tu cupido porque isto me fizeste
Renascimento de vida assaz tão triste!...
Quebraste meu coração em dois partiste!
Num tempo de vento forte, assim agreste...

Que musa mais bela me ilumine
Neste amor mais forte, sempre triste
Por muito amar eu sempre me domine
no impeto fugoso do meu coração em riste...

Fotos 2ª serie